REITOR DA UFRJ: “ESSA LÓGICA DE SEGURANÇA FALIU!”


Em entrevista ao jornalista Marcelo Auler, o reitor da UFRJ, Roberto Leher, avalia que a linha de trabalho que concebe a segurança pública como uma lógica de guerra, com uma lógica militar, não é resposta e somente agravará os problemas de violência; "Não podemos criminalizar o uso de drogas inserindo o usuário dentro de um circuito que alimenta todo o processo de crime. Qual o problema de uma pessoa usar drogas? Nós temos que refletir sobre isso. Obviamente a questão da droga é uma questão que diz respeito à saúde", afirma

8 DE MARÇO DE 2018 ÀS 18:24 //

Por Marcelo Auler, em seu blog - Com a convicção de que a linha de trabalho que concebe a segurança pública como uma lógica de guerra, com uma lógica militar, não é resposta e somente agravará os problemas de violência, o reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Roberto Leher atesta que "essa lógica faliu".


Para ele,o compromisso da universidade "é o de buscar soluções no que diz respeito às políticas que possibilitem controle do tráfico de armas, controle dos mercados financeiros, monitoramento do mercado financeiro de lavagem de dinheiro, em suma, os grande motivadores do crime, que de fato produz muita insegurança".

Defende, ainda, uma mudança de enfoque na questão das drogas. "Não podemos criminalizar o uso de drogas inserindo o usuário dentro de um circuito que alimenta todo o processo de crime. Qual o problema de uma pessoa usar drogas? Nós temos que refletir sobre isso. Obviamente a questão da droga é uma questão que diz respeito à saúde", explica.

Leia a entrevista na íntegra aqui:

http://marceloauler.com.br/reitor-da-ufrj-essa-logica-de-seguranca-faliu/

Useful links