NASSIF: COMO FOI CHOCADO O OVO DA SERPENTE DA MÁFIA JURÍDICO-MIDIÁTICA


O jornalista Luis Nassif relata a sucessão de factoides judiciais que deu origem à maior sanha persecutória da história do país; Nassif chama toda a gestação de informações fraudulentas entre imprensa e Ministério Público Federal que remonta aos anos 2004 de 'ovo da serpente"; o jornalista destaca que há, nos EUA, uma vacina contra esse 'ovo': a investigação independente de grandes escritórios de advocacia; para o editor do Jornal GGN, sem essa resposta, o país tende a continuar refém desta máfia jurídico-midiática

12 DE SETEMBRO DE 2018 ÀS 07:02


BRASIL 247 - O jornalista Luis Nassif relata a sucessão de factoides judiciais que deu origem à maior sanha persecutória da história do país. Nassif chama toda a gestação de informações fraudulentas entre imprensa e Ministério Público Federal que remonta aos anos 2004 de 'ovo da serpente". O jornalista destaca que há, nos EUA, uma vacina contra esse 'ovo': a investigação independente de grandes escritórios de advocacia. Para o editor do blog GGN, sem essa resposta, o país tende a continuar refém desta máfia jurídico-midiática.

A matéria, publicada no blog do jornalista, destaca que "os grandes escritórios de advocacia norte-americano têm investigadores privados contratados por eles para investigações independentes. Há uma desconfiança fundamentada com as investigações da policia e da promotoria, que quase sempre têm viés condenatório".

Nassif ainda frisa que o caso Visanet é a chocadeira de todo esse imbróglio persecutório: "quando estourou o 'mensalão', em meio à barafunda de indícios, delações e o escambau, eu tinha apenas uma certeza: não houve desvios da Visanet. E o caso Visanet foi a espinha dorsal que permitiu à Procuradoria-Geral da República enquadrar o inquérito na modalidade organização criminosa e estender as ilações para dentro do governo".

Useful links