GAZETA RENOVA COM UNIVERSAL E PRATICAMENTE EXTINGUE O JORNALISMO


TV Gazeta demitiu nesta segunda-feira, 5, cerca de 80 profissionais, após um restabelecimento de negociações com a Igreja Universal; além do diretor Dácio Nitrini e o editor-chefe Sérgio Galvão, foram dispensados todos os demais componentes da cúpula do jornalismo, comentaristas dos telejornais, inclusive o recém-contratado Joseval Peixoto, e os apresentadores Stella Gontijo e Rodolpho Gamberine, que recebeu a notícia em Paris, em férias; houve baixas também no esporte e entretenimento

5 DE NOVEMBRO DE 2018 ÀS 21:06 //


BRASIL 247 - A TV Gazeta demitiu nesta segunda-feira, 5, cerca de 80 profissionais. Além do diretor Dácio Nitrini e o editor-chefe Sérgio Galvão, foram dispensados todos os demais componentes da cúpula do jornalismo, comentaristas dos telejornais, inclusive o recém-contratado Joseval Peixoto, e os apresentadores Stella Gontijo e Rodolpho Gamberine, que recebeu a notícia em Paris, em féria. Houve baixas também no esporte e entretenimento.

Como relata o colunista Flávio Ricco, do UOL, demissões ocorreram após um restabelecimento de negociações com a Igreja Universal. O antigo contrato terminou em 30 de setembro e a sua programação voltou a ser veiculada, como se nada tivesse acontecido, no dia 1º de novembro.

O diretor Dacio Nitrini se despediu dos colegas por meio de uma manifestação em uma rede social. "Encerro hoje minha atuação profissional na TV Gazeta-SP. Saio da direção do jornalismo com cerca de 25 profissionais demitidos da Fundação Casper Libero por alegadas razões econômicas. Foram quase nove anos de trabalho com uma equipe sempre entusiasmada pelo jornalismo de qualidade da qual tenho orgulho de ter feito parte", declarou o jornalista.

O que se sabe é que a Gazeta acabou com 80% do departamento. Serão mantidas apenas 14 pessoas na redação, para cumprir as exigências da lei.

Useful links