Modelos de negócios inovadores para jornalismo independente brasileiro


Esta semana trazemos cenários reais de modelos de negócios de jornalismo independente brasileiro. Durante o New Ventures Lab, iniciamos uma discussão sobre formas diferentes e inovadoras de tornar a mídia independente sustentável. Nós trouxemos para a mesa exemplos surpreendentes no Brasil, como Brio, JOTA, Mamilos Podcast e Meio. Esses projetos colaborativos espetaculares, transfronteiriços demonstram como surfar as ondas turbulentas do empreendedorismo.

Por Lia Beltran Valero

“Nós descobrimos que não estávamos sozinhos, que havia muitas pessoas que queriam um podcast como esse”, disse Juliana Wallauer, co-fundadora do podcast de Mamilos, quando começou sua apresentação. Toda sexta-feira, Juliana e Cris Bartis lançam um novo episódio de um dos podcasts mais ouvidos do Brasil.

Mamilos é um podcast que busca redes sociais para os temas mais discutidos ou controversos, como o aborto, relações não monógamas, nudez, suicídio. Os podcasts procuram diferentes ângulos, diferentes abordagens e diferentes opiniões com empatia, respeito, bom humor e tolerância, aprofundando a maneira como pensamos sobre o assunto. Atualmente, a dupla tem uma média de 50.000 ouvintes por semana. Alguns programas alcançaram picos de 63.000 visualizações.

Como eles fizeram o Mamilos sustentável desde 2014? Eles descobriram que não estavam sozinhos, que muitas pessoas estavam interessadas em um podcast como esse.

Sua renda veio primeiro da publicidade. A preocupação de Juliana era fazer um produto melhor e alcançar mais pessoas. Ela costumava trabalhar 10 horas por dia, mesmo durante os feriados, para construir publicidade. Em algum momento, isso mudou. Liderar esta dupla vida tornou-se muito difícil. Afinal, ela não podia esperar viver da publicidade sozinha. Assim, alguns meses atrás, a equipe Mamilos começou a pensar sobre o dinheiro de uma maneira diferente.

“Como jornalistas, somos apaixonados por fazer algo que as pessoas adoram. Não somos bons em levar algo que as pessoas amam e transformando em dinheiro. Sabemos que estamos empenhados em fazer um bom projeto. Mas uma vez que você é empreendedor, você tem que fazer tudo sozinho – seja o departamento comercial, departamento financeiro e diretor de contas, tudo em uma pessoa “, disse Juliana.

Eles trabalharam em um plano para aceitar dinheiro de diferentes lugares, sabendo que seu público queria oferecer suporte. Isso levou a eles a criar a primeira assinatura e newsletter, o que lhes permitiu desenvolver coisas especialmente para o público.

Eles também atraíam marcas que ficariam com o projeto para uma temporada completa, organizações que queriam fazer parte de certos tipos de iniciativas, como iniciativas centradas na mulher.

O seu conselho? Fale com pessoas que apreciam o seu trabalho porque são elas que vão fazer as coisas acontecerem. “Nós conseguimos, e então todos começaram a nos convidar para esse tipo de encontro onde os jornalistas se reúnem para fazer um novo jornalismo e torná-lo lucrativo”, disse Juliana.

CONTINUE LENDO AQUI:

https://chicaspoderosas.org/2018/03/03/modelos-de-negocios-inovadores-para-jornalismo-independente-brasileiro/

Useful links