Analista de dados dá oito dicas para garantir a segurança digital


A segurança digital pode ser obtida sem paranoia e sem necessidade de um conhecimento vasto em tecnologia, mas precisa ser tratada com seriedade.

A constatação foi feita por Raphael Hernandes, repórter e analista de dados da Folha, que analisou como a maioria dos ataques atuais ocorre por negligência dos usuários. “Existem hackers extremamente sofisticados no Brasil, mas em geral não são esses que atacam uma pessoa comum. Ataques simples dá para prevenir com medidas muito básicas.”

O jornalista elencou algumas práticas, durante palestra para a Redação no auditório da Folha nesta quarta-feira (3), que podem auxiliar na prevenção e mitigação de ataques virtuais.

1. Mantenha seus dispositivos atualizados. Boa parte dos ataques são evitáveis se o sistema está atualizado. “A relação de hacker e defesa é sempre de gato e rato. A defesa fica procurando buraco para tapar e o hacker busca um buraco para se enfiar. Com a atualização, você tem todos os buracos conhecidos tapados”, comentou Hernandes. Portanto, é pela atualização que as falhas de um sistema são concertadas.

2. Invista financeiramente em antivírus conhecidos, inclusive nos celulares. Segundo o analista, programas genéricos não fazem nem uma varredura básica no sistema e às vezes até cobram pelo suposto serviço. Hoje existem ótimos pacotes de antivírus que operam em mais de um dispositivo e garantem a segurança digital;

3. Utilize um gerenciador de senhas. Esse tipo de programa funciona como um ‘cofre de senhas’. Com ele, é possível elaborar senhas complexas, salvá-las para uso posterior e ainda colocar lembretes para renovações periódicas das senhas, o que é bastante recomendável. Uma boa senha é complexa e não se repete em vários logins;

4. Implemente a autenticação de dois fatores em seus logins. É possível reforçar uma senha padrão com uma segunda etapa que reforça a segurança do acesso, por exemplo, a identificação biométrica ou até o reconhecimento facial;

5. Apague seus rastros da internet. “Um hacker vai coletar todas as informações possíveis e imagináveis sobre você porque tudo pode ser usado em um ataque”, afirmou Hernandes. Perfis antigos de redes sociais em desuso precisam ser apagados por conter informações pessoais que podem ser utilizadas em golpes;

6. Na hora de preencher formulários de dados pessoais, prefira sites que começam a URL com HTTPS. Sites que não possuem não são considerados seguros, visto que não garantem a criptografia dos dados, o que pode favorecer o acesso de terceiros;

7. Faça a compartimentalização de seus arquivos. Não deixe todos os arquivos importantes e confidenciais em um só lugar. Se esse lugar for comprometido, tudo pode ser vazado de uma vez;

8. Faça uso do bom senso. Preste atenção em links suspeitos e dispositivos USB que podem estar infectados.

FONTE:

https://novoemfolha.blogfolha.uol.com.br/2019/07/05/analista-de-dados-da-oito-dicas-para-garantir-a-seguranca-digital/

Links de Notícias